A esfera jornalística

Conteúdo e estilo dos textos jornalísticos



Justin Bieber discutindo com paparazzo.
Para começar, leia a crônica "Os jornais", de Rubem Braga 
Reflita sobre as seguintes questões:
Que tipo de fatos os jornais noticiam? A que se deve essa escolha?

Atividade 1: Questões objetivas

  1. Responda a série de questões objetivas abaixo que focalizam esses temas: 
http://goo.gl/forms/RkO2igk6yt



Por fim, você vai experimentar um pouco do que fez Rubem Braga na crônica Os Jornais: juntar o estilo de um determinado gênero com o conteúdo típico de outro. 


Atividade 2: Produção de texto

  1. Primeiro, você vai escrever um trecho de uma crônica literária contando alguma passagem da notícia Vestido de Homem-Aranha, bombeiro salva menino com autismo
    Depois, você vai escrever o início de uma notícia contando um fato bem trivial: um café da manhã em família, um banho, uma caminhada em um parque, qualquer coisa que, a princípio, não viraria uma notícia.
    Você deve produzir, os dois pequenos textos produzidos (sem se esquecer de colocar um título para cada um deles), o trecho de uma crônica de um fato noticiado e o início da notícia de um fato trivial. Deve também ler os textos de seus colegas e publicar comentários.
Crônica literária: Para a escrita do trecho da crônica, procure usar uma linguagem literária, abusando das descrições subjetivas (que incluam as impressões, emoções e sensações de quem narra), das figuras de linguagem etc.
Notícia: Procure fazer um relato objetivo em 3ª pessoa, acrescentando informações precisas, como hora, nome completo dos envolvidos, endereço e outros dados. Não se esqueça de incluir um título e um primeiro parágrafo (lide) que informe quem, fez o que, com quem (ou o que, aconteceu com quem), onde, quando, como etc.]

Critérios para a avaliação
1. Respeito ao que foi solicitado: produção de trecho de uma crônica e de início de uma notícia com as características dadas.70
2. Respeito às normas gramaticais, ortográficas e de concordância, salvo quando o estilo ou a opção de escrita para caracterizar fala de personagem requerer o uso de alguma variedade.

30


Motivações da esfera jornalística

Atividade 3: Produção de texto
Agora, elabore um pequeno texto sobre a esfera jornalística a partir das perguntas que se seguem. Considere, também, os aspectos relativos a algumas práticas jornalísticas que estão sendo ironizados ou criticados pelas charges e fotos apresentadas após as perguntas.

Sobre a esfera jornalística:

  1. Além dos jornalistas, que atores fazem parte dessa esfera?
  2. Que tipo de empresa são os jornais, quais são as características do "produto" que vendem?
  3. Que interesses estão em jogo no controle e na veiculação da informação?

Sobre como os textos jornalísticos são produzidos:

  1. Como deve ser o cotidiano dos jornalistas e demais articulistas?
  2. Que tipo de textos produzem?



Produza seu texto e não deixe de considerar as charges e fotos publicadas

Critérios para a avaliação da atividade discursiva% na composição
1. Atendimento coerente ao enunciado da questão proposta, contemplando todos os itens (inclusive análise das charges e fotos).70
2. . Estilo direto, claro, objetivo e com organização formal das ideias.30

Atividade 4: Questões objetivas

http://goo.gl/forms/JExcjVzcc4





Diferentes tipos de imprensa

Agora que você já refletiu e conversou com seus colegas sobre algumas das características da esfera jornalística, vamos aprofundar nossas reflexões e pensar sobre os diferentes tipos de imprensa (e jornais) que existem.
A seleção e o tratamento dado à informação noticiada são aspectos que definem os tipos de imprensa.
Num extremo, pode-se colocar um tipo de imprensa mais sensacionalista (chamada por alguns de imprensa marrom), que visa mais provocar sensações/emocionar o leitor. Num outro extremo, podemos colocar um tipo de imprensa mais séria, comprometida com a informação e a apuração mais aprofundada dos fatos, possibilitando reflexão por parte do leitor, na medida em que o apelo emocional não está tão presente. Há também jornais que não se filiam totalmente a nenhuma dessas linhas editoriais, mas que se definem como sendo voltados a um público trabalhador, das classes C, D e E, e visam também à prestação de serviços.
Para responder à próxima questão discursiva, produza um pequeno texto que discuta as diferenças entre os diferentes tipos de imprensa mencionados. Antes de escrever seu texto, você deverá:
  1. Proceder a uma busca de imagens na Internet por "notícias populares" e analisar capas do antigo jornal Notícias Populares, do jornal Meia Hora (possui site próprio - ) e jornais semelhantes;
  2. Analisar a capa do Jornal "Agora São Paulo" ("Lançado em 1999, o jornal "Agora" é o mais vendido no seu segmento em São Paulo. Sua sintonia com o público é resultado de um projeto editorial que privilegia a cobertura independente e a prestação de serviços ao leitor. Os textos curtos, em linguagem direta, permitem uma leitura rápida e dinâmica.")
  3. Comparar as capas da edição do dia 04/09/2012 dos jornais Folha de S.Paulo e Agora
  4. Pesquisar na internet e comparar pelo menos dois exemplares de jornais impressos ou digitais de um mesmo dia, representativos dos tipos de imprensa mencionado
  5. Ao terminar sua análise, vá para a questão discursiva.

    Atividade 5: Questão Discursiva

Agora que você já analisou diferentes tipos de jornal, elebore um breve texto contemplando as seguintes questões:
  • O que é diferente nos diferentes tipos de jornais em termos de seleção de fatos noticiados e estilo de escrita da notícia? Como essas diferenças se relacionam com o tipo de leitor visado?
  • Há fatos que são noticiados em um tipo de jornal e não são em outro? Cite pelo menos dois exemplos (um em cada tipo de jornal) de inclusão de um fato noticiado que não é contemplado pelo outro jornal e levante hipóteses sobre o porquê da inclusão ou exclusão desses fatos noticiados em cada jornal.
  • Levando em conta o perfil de leitor visado pelos jornais, que diferenças você nota nas notícias existentes quanto à estrutura dos períodos, ao tamanho do texto, ao vocabulário utilizado e a outros aspectos ligados à estrutura textual?
Indique no início do seu texto os links ou fontes dos jornais analisados, com as datas.

Critérios para a avaliação da atividade discursiva% na composição
1. Atendimento coerente ao enunciado da questão proposta, contemplando todos os itens (inclusive análise das charges e fotos).70
2. Estilo direto, claro, objetivo e com organização formal das ideias.20
3. Respeito às normas gramaticais, ortográficas e de concordância.10

Ainda sobre os diferentes tipos de imprensa

A imprensa sensacionalista não abandonou o jornal impresso, mas boa parte dela migrou para a televisão. Veja o que foi publicado no último exemplar de um dos mais famosos jornais do gênero, o Notícias Populares:
Obrigado, leitor
Você está recebendo a última edição do Notícias Populares. A empresa que edita os jornais Agora São Paulo e Notícias Populares decidiu concentrar seus esforços editoriais em somente um produto popular, o Agora São Paulo, que a partir de amanhã passa a circular em todo o Estado.
Lançado em 15 de outubro de 1963, o Notícias Populares viveu muitas glórias em seus 37 anos de vida. Foi a marca registrada do jornalismo popular brasileiro. Revolucionou com assuntos polêmicos, textos curtos, uso de gírias, títulos e fotos grandes. O sucesso dessa fórmula de jornalismo foi parcialmente copiado e transferido para a TV em telejornais como o "Aqui, Agora" e até em programas de auditório com grande audiência, como os do Ratinho, Gugu e Faustão.
As informações que o leitor pagava para ler no jornal passaram a chegar gratuitamente em sua casa, pela TV. O Notícias Populares teve então uma queda significativa em suas vendas, o que praticamente inviabiliza hoje a elaboração de um produto com a qualidade que você, leitor, merece ter.
O projeto editorial do NP, baseado na denúncia da violência na periferia da Grande SP, nas informações sobre sexo e nas fotos de mulheres em poses provocantes, é hoje ultrapassado para um jornal impresso. Nossos agradecimentos a todos os leitores que se mantiveram fieis ao jornal durante a nossa história.
Edição do Notícias Populares de 20 de janeiro de 2001
Como forma de encerrar essa atividade, você vai participar do fórum "O sensacionalismo na TV e no rádio" (acesso pela barra de navegação à esquerda), em que você vai compartilhar com seus colegas a percepção dos elementos que dão forma à perspectiva sensacionalista em outras mídias – em programas de TV e de rádio.
Embora alguns jornalistas e intelectuais condenem a imprensa sensacionalista pela imprecisão no relato de fatos e pela via de acesso escolhida para chegar até o espectador – o emocional, o sensacional -, não se pode deixar de considerar que esse tipo de imprensa atrai leitores, que, provavelmente, não leriam outro tipo de jornal ou assistiriam a outro programa jornalístico. Há quem diga que esse é o único tipo de imprensa que atinge às classes populares. Assim, um círculo vicioso se formaria: 

Outros consideram que é preciso oferecer algo mais qualificado para as classes populares e que haveria um preconceito por trás da ideia de que as classes C, D e E não leriam outro tipo de jornal ou assistiriam a outros formatos de programa. Pense a respeito!

Compartilhamento: O sensacionalismo na TV e no rádio

Atividade 5: Discussão oral

Depois de assistir/ouvir um programa jornalístico sensacionalista na TV ou rádio (você poderá encontrar esses programas na internet também, nos sites dos canais, emissoras de rádio) você deverá levar para a sala de aula suas reflexões: dizer o nome do programa em questão, ressaltar características que fazem dele um programa sensacionalista, sobretudo no que diz respeito aos elementos que não estão presentes na mídia impressa, como imagem, sonoplastia, inserção de fala ao vivo de entrevistados envolvidos com o fato noticiado etc.
Critérios para a avaliação da atividade discursiva oral% na composição
1. Respeito ao que foi solicitado: analisar características de programas sensacionalistas de TV e rádio, destacando elementos típicos.70
2. Respeito às normas gramaticais,  e de concordância.10
3. Respeito aos turnos; ouvir as contribuições dos colegas de turma e tecer comentário.20

Gêneros da esfera jornalística

Nesta atividade, vamos pensar sobre os textos que circulam na esfera jornalística.
Embora o jornal se proponha também a oferecer entretenimento (tirinhas de histórias em quadrinho, palavras cruzadas...) e a prestar serviços aos seus leitores (seções destinadas a eventos culturais e de lazer, seções de classificados...), a nossa atenção estará voltada para o caráter de informação e de formação de opinião próprios da maioria dos gêneros jornalísticos.
Para observar as características principais de alguns gêneros jornalísticos, realize algumas tarefas relacionadas a seguir:
  1. Considerando os seus conhecimentos sobre textos da esfera jornalística e tendo em vista que eles se dirigem sempre a um leitor potencial, leia os textos a seguir. Eles foram selecionados de vários sites, especialmente a partir de três critérios:
  • O assunto de que falam;
  • A finalidade principal de cada um – informar, opinar, criticar, argumentar, explicar, solicitar algo etc.;
  • O gênero a que cada texto pertence;
  1. Pacote da Copa levado à Fifa é peça de ficção;
  2. A oportunidade da Copa;
  3. Os estádios a dois anos de a bola rolar para a Copa do Mundo de 2014;
  4. Governo investe bilhões em Copa e esquece de educação, diz leitor;
  5. Copa atrasada;
  6. Vai ficar pronto?;
  7. Aeroportos para a Copa.
Depois de ler todos os textos, identifique o objetivo principal de cada um e o gênero a que pertencem, respondendo às questões objetivas
(Gêneros do discurso, ou gêneros textuaissão formas de dizer que foram sendo cristalizadas nas/pelas mais variadas esferas de atividade humana. Tudo o que falamos, ouvimos, escrevemos ou lemos pertence a um gênero do discurso (ainda que, por vezes, não saibamos nomear um determinado gênero). Especificamente na esfera jornalística, circulam gêneros como a notícia, areportagem, a crônica jornalística, o artigo de opinião, as cartas de leitores, ascharges, as tirinhas, os classificados etc.)

Atividade 7: Questões Objetivas

http://goo.gl/forms/iTYIJpkWvQ





O papel da imprensa

Para terminar este módulo, você vai participar do Fórum O papel da imprensa. A questão central a ser discutida é o papel da imprensa em uma sociedade democrática.
  1. Leia os textos e excertos que se seguem, que têm o objetivo de contemplar vários ângulos da questão-título do fórum:
    1. "Lição de 64", de Paulo Henrique Amorim, trata, especialmente, do poder da mídia na "fabricação" de golpes;
    2. "Missão do Jornalista é filtrar informação", trata da entrevista que Gabriel Manzano fez com o jornalista americano Bill Kovach, em que se discute o papel da imprensa na sociedade da informação;
    3. "Imprensa e democracia" de Jânio de Freitas discute o envolvimento da imprensa com a ditadura militar e os lucros daí advindos
    4. "Os riscos da democracia caótica", de Alberto Dines, discute o significado do fim da lei de imprensa, mencionando a máxima jornalística: "imprensa e democracia são irmãs siamesas".
    5. "Uma minoria que se expressa em nome da sociedade", de Renato Janine Ribeiro, discute a ideia de que é importante ter uma imprensa livre, mas que a imprensa é composta pela fala de uma minoria. Também faz alusão a outra máxima jornalística "a imprensa é o 4º poder"

Atividade 8: discussão oral


  1. Prepare-se para discutir o tema "O papel da imprensa" com seus colegas e professor.
Atividade 9: produção de texto - síntese coletiva
  1. Após a leitura dos textos sugeridos, como forma de elaboração de uma síntese coletiva, você deverá elaborar um mandamento que uma imprensa democrática deveria seguir ou uma máxima jornalística que revele modos de agir ou considerações sobre a imprensa. Os textos serão socializados e discutidos  na sala de aula.

    Critérios para a avaliação do fórum de compartilhamento% na composição
    1. Respeito ao que foi solicitado em termos de conteúdo: o mandamento ou máxima produzida deverá sintetizar alguma ideia ou relação tematizada pelos textos lidos.50
    2. Respeito às características dos gêneros mandamentos ou máxima: brevidade, concisão, tom imperativo, forma positiva ou negativa etc.30
    3. Respeito às normas gramaticais, ortográficas e de concordância.20

Informação e Opinião na Contemporaneidade
Em continuidade aos trabalhos,  serão discutidas as especificidades e os recursos de diferentes mídias, como interferem nas características dos textos jornalísticos que veiculam, bem como na produção e interpretação de tais textos. Vamos também observar as diferentes formas de participação do leitor/espectador diante das notícias veiculadas em diferentes mídias.

Webjornalismo e o jornalismo em outras mídias

  1. Leia o texto Vovó já ouvia em tempo real, que narra os acontecimentos na casa de uma família ao saberem dos atentados terroristas de 11 de setembro nos EUA.
Atividade 10: produção de texto - quadro sinóptico
  1. Depois de ler o texto, participe das discussões m em sala de aula, sobre o tema  "Jornalismo online: o que se perde e o que se ganha , prepare-se produzindo um quadro sinóptico sobre suas reflexões.
O texto A vovó já ouvia em tempo real narra uma situação que refuta a ideia de que o jornalismo online inaugura a instantaneidade no trato com a notícia: o rádio também já veiculava a notícia em tempo real (real time). Se não é essa a principal especificidade do webjornalismo qual(is) seria(m) então? Faça um quadro sinóptico com as vantagens (aspectos positivos) e desvantagens (pontos críticos) do jornalismo online. Para tanto, sugerimos algumas fontes, mas, se quiser, você pode (e deve) buscar outras, desde que considere também as sugeridas:
  1. MTV Debate – O futuro da mídia impressa.
  2. Fim Jornal impresso.
  3. Um jornalismo total, à medida da internet.
  4. Debate entre Steven Johnson, um dos pioneiros da internet, e Paul Starr, Prêmio Pulitzer e professor de Sociologia em Princeton, sobre o futuro do jornalismo e o acesso à informação. Disponível aqui.
Antes de divulgar o seu quadro sinótico na sala de aula, selecione um aspecto (pode ser positivo ou negativo) para destacar como forma de alimentar o debate com o restante da turma. Lembre-se de que o tema será: Jornalismo online: o que se ganha e o que se perde?
Não se esqueça de que, nesse caso, não é somente o conteúdo a ser destacado/comentado que tem valor: a interação e a consideração das intervenções dos colegas também são avaliadas.
Critérios para o Fórum% na composição do conceito
1. Elaboração do quadro sinóptico contendo aspectos positivos e negativos no jornalismo online.50
2. Seleção de um aspecto relativo ao tema para destacar no fórum.20
3. Leitura/consideração das contribuições dos colegas de turma.20
4. Respeito às normas gramaticais, ortográficas e de concordância, salvo quando o estilo ou a opção de escrita para caracterizar fala de personagem requerer o uso de alguma variedade.10
3. Por fim, realize as questões objetivas que focalizam as diferenças entre as mídias no que diz respeito ao tratamento e divulgação da notícia.

Atividade 11: Questões objetivas

Modos de participação do leitor na web: publicação de conteúdos, comentários, redistribuição e remixagem de informações

A web 2.0 é uma evolução da internet que tornou possível uma participação ampla do leitor/(tele)espectador da esfera jornalística. Assista ao vídeo do jornalista Carlos Nepomuceno para obter mais informações a respeito.

Atividade 12: Questões Discursivas

Navegue pelo Painel do leitor da Folha de S. Paulo e faça o que é pedido a seguir:
a. Registre todas as formas de participação possíveis para o leitor no Painel do leitor da Folha;
b. Explore toda a página e escolha algo publicado que julgar de alguma forma significativo para comentar;
c. Leia a notícia sobre liberação de livro de Monteiro Lobato acusado de racismo e o artigo 'Querem processar a Emília, uma boneca de pano' e formule um comentário sobre o fato noticiado ou o artigo publicado que pudesse ser postado logo abaixo dos textos publicados.
Critérios para a Questão Discursiva% na composição do conceito
1. Registro das várias formas de participação possíveis para o leitor nos sites noticiosos.15
2. Comentário justificado de algo significativo disponível na página indicada.25
3. Comentário justificado sobre o fato noticiado (liberação do livro de Monteiro Lobato acusado de racismo) ou o artigo publicado adequado para ser postado logo abaixo dos textos publicados.25
4. Indicação de proposta temática noticiosa que possa suscitar a participação de leitores.15
5. Estilo direto, claro, objetivo e com organização formal das ideias.10
6. Respeito às normas gramaticais, ortográficas e de concordância.10

Atividade 13: Questões objetivas

Fotorreportagem

Pode-se dizer que fotorreportagens são reportagens feitas por meio de fotografias com a finalidade de serem publicadas em jornais revistas, livros, sites etc. Podem se organizar em torno de uma temática sem que haja uma relação de temporalidade entre as fotos (o que não quer dizer que a sequenciação de fotos propostas pelo fotógrafo não tenha nenhuma intencionalidade ou não possibilite diferentes efeitos de sentido) ou podem propor uma relação de temporalidade entre as fotos.
As fotorreportagens podem ter como temática:
  • Cenas ou aspectos do cotidiano que não observamos ou damos pouca atenção;
  • Cenas ou aspectos de uma realidade distante/outras culturas: o exótico, o olhar estrangeiro;
  • Fatos e/ou matérias vinculados às diferentes editorias: esporte, cultura, mundo, viagem, política, cidade, mundo etc.
  • Denúncias
  • Alguns nomes que se destacaram em fotojornalismo:
Henri Cartier-Bresson: fotógrafo francês conhecido como um dos pais do fotojornalismo. Suas belíssimas imagens descrevem, em ângulos e momentos inusitados, a vida parisiense durante os anos 1950 e 1960. Para poder conhecer o trabalho de Bresson, acesse o link.
Robert Capa: fotógrafo húngaro, especializado em documentar conflitos. Retratou os principais conflitos da primeira metade do século XX: a Guerra Civil Espanhola; o desembarque dos aliados no "Dia D"; a Guerra árabe-israelense de 1948 etc. Para ver o trabalho de Capa, acesse o link.
Sebastião Salgado: nascido em Minas Gerais, é um dos grandes nomes da fotografia mundial. Seu trabalho se destaca pela preocupação com questões sociais, em retratar e denunciar condições precárias de vida. Para poder conhecer mais sobre o trabalho de Sebastião Salgado, acesse o link

Atividade 14: Questões objetivas

Responda às questões objetivas sobre fotorreportagem. 

1. Ligue as fotorreportagens aos seus objetivos abaixo:

a.(    ) Realidade distante/outras culturas
b.(    ) Cotidiano
c.(    ) Fato noticiado – editoria esporte
d.(    ) Fato noticiado – editoria mundo
e.(    ) Denúncia
f.(    ) Fato noticiado – editoria cultural
Como em toda fotografia que circula na esfera jornalística (e também em parte considerável das que circulam em outros meios), nas imagens das fotorreportagens há um planejamento em termos do que fotografar, qual enquadramento utilizar, luz etc., e há uma edição que opera na escolha da foto, no tratamento da imagem em termos de cor, brilho, contrastes, recortes etc. Tudo isso acaba por gerar efeitos de sentido que se espera que o leitor/espectador possa (re)construir.
Pequena tecelã com sua maquina.
Trabalho infantil em fábrica de tecido.













2. Considere as imagens que se seguem, retiradas de fotorreportagens, e responda às questões que se seguem:
A respeito do enquadramento da foto, pode-se afirmar principalmente que:

a. Mostra o local de trabalho da menina.
b. Dá destaque para as máquinas.
c. A menina parece subjugada pelas máquinas, como se a oprimissem.
d. Foca no tipo de fábrica em questão: tecidos
3. Observe a fotografia de Dorothea Lange intitulada A mãe migrante. A respeito do enquadramento da foto, pode-se afirmar que:

A mãe migrante.

a)   Dá destaque para as crianças.
b)   Diminui a mãe das crianças, realçando a condição precária desta família.
c)   Sensibiliza o espectador à condição e a vida da mãe fotografada, pois coloca o observador no mesmo ângulo e altura da retratada.
d)   Dá destaque às condições de moradia em que essa família vive.
e)   Foca no sofrimento das crianças que se apoiam em sua mãe


Agora, observe uma fotorreportagem publicada em 1939 na

revista LIFE (revista americana, muito importante para o fotojornalismo;

os ensaios publicados em suas páginas fazem parte da história mundial).

Na edição de número 22, daquele ano veiculou-se fotorreportagem com o

seguinte título:Brasil – Terra de oportunidades para estrangeiros. A

matéria mostra alguns pontos turísticos, o porto de Santos e

trabalhadores. Acesse o link abaixo, descubra como o Brasil foi retratado

na época, e responda às questões.




A respeito da sequência de como as fotos estão publicadas, pode-se afirmar principalmente que:
   
a) A sequência de 1 a 7 convida os estrangeiros a viverem no Brasil, pois descreve as belezas naturais e valoriza a modernidade das cidades brasileiras.
b) As sequência de imagens de 1 a 3 e de 4 a 10 contrapõem duas realidades distintas com o intuito de destacar a diversidade e as possibilidades turísticas do Brasil.
c) A sequência de 12 a 16 tem com principal objetivo descrever o Brasil como um país desenvolvido, convidando os leitores da revista a visitarem o país.
d) A edição da fotorreportagem Brasil – Terra de oportunidades para estrangeiros visa desmentir a afirmação de que o Brasil fornece totais condições aos emigrantes que queiram viver no país.

Mural de Compartilhamento: Experiências de um editor iniciante

Agora, você vai fazer o papel de um editor de fotorreportagem e selecionar fotos para

compor uma parte de uma fotorreportagem, que será publicada no mural Experiências

de um editor iniciante.


Atividade 13: Fotorreportagem

Você vai se colocar no lugar de um editor de fotorreportagem. Imagine que você é um editor de uma revista que publica semanalmente fotorreportagens e que, neste mês, o tema da revista será: "Cidade em Números e Letras". Luiza Gianesella, uma das repórteres fotográficas que faz parte da equipe, retorna da pauta para a redação com um arquivo contendo as seguintes imagens.
Acesse o link e abaixe o arquivo contendo as imagens de Luiza Gianesella.


A revista reservou para a fotorreportagem o seguinte espaço:
Cada página contendo uma imagem e uma legenda (com uma breve descrição da fotografia e o crédito da fotógrafa, Luiza Gianesella .
Portanto, para compor a revista deste mês, você terá que:
  1. Selecionar as imagens.
Observe as imagens com cuidado e reflita sobre as questões abaixo.
  • Quais grupos de imagens podem ser identificados? Ex: imagens com textos escritos em muros; placas, figurativas,
  • Quais desses grupos se relacionam com a pauta "Cidade em Números e Letras"; de que forma?
  • Qual o ponto de vista você quer passar sobre a cidade e nossa relação com a tipografia/texto verbal/imagético em nosso dia a dia? Como posso fazer isso por meio da escolha de imagens e/ou com a sua sequenciação?
  • Defina o critério para seleção das imagens.
  • Defina a sequência das imagens segundo critério de curadoria.
  • Componha as páginas  em formato ppt e junto destaque algum aspecto de experiência vivida como editor.
Critérios para o Fórum% na composição do conceito
1. Elaboração da fotorreportagem em PPT com página de abertura (com foto e texto de apresentação em que se explicita o critério da curadoria) e sequência de 4 fotos.70
2. Seleção de um aspecto da experiência vivida como curador para compartilhar.20
3. Respeito às normas gramaticais, ortográficas e de concordância.10


Curadoria de informação e conteúdo: construindo uma revista digital

Como você já pôde observar, a esfera jornalística mudou muito nos últimos anos. Para além das TVs, rádios e jornais impressos, podemos acompanhar notícias em celular, tablets, diversos canais pela internet, em sites, blogs, microblogs,tumblr, ouvindo podcasts, no youtube etc. Algumas notícias inclusive chegam e logo se difundem pela internet, sobretudo pelas redes sociais, antes mesmo de alcançarem a televisão ou o rádio.
Como no caso da Morte de Osama Bin Laden, em que a notícia circulou primeiro no twitter para depois ganhar os sites noticiosos.
Como você já viu, essa difusão rápida não se dá exclusivamente pelas empresas ligadas à comunicação (como ocorria antigamente), mas pode ser feita pelos próprios leitores e consumidores, o que tem se tornado mais comum a cada dia. No entanto, nesse mar de notícias, reportagens, resenhas etc., geradas e difundidas na Web, onde as informações se espalham como vírus, fica cada vez mais difícil selecionar o que é confiável, o que realmente nos interessa e é importante para nós.
Portanto, neste contexto, ferramentas como Twitter, Facebook, Tumblr e Podcasts, por exemplo, adquirem uma importância enorme. Como já vimos na atividade 2, elas permitem, dentre outras coisas, que os usuários possam selecionar, apropriar-se e difundir diversas produções com diferentes finalidades: divulgar, compartilhar, informar, expressar opinião etc.
Assim, grandes redes e agências de notícias apresentam variados mecanismos e ferramentas com o intuito de possibilitar aos usuários selecionar, interagir e se manter informados. Não basta disponibilizar conteúdos, é importante poder ser encontrado. Veja o caso da CBN.
Nesse contexto em que conteúdos são publicados constantemente em escalas geométricas, é comum os leitores/ouvintes/espectadores recorrerem às pessoas "especializadas" (no caso da rádio, "comentaristas") e, portanto, confiáveis e atualizadas nos temas que lhes interessam – tecnologia, quadrinhos, cinema, esportes etc. - e segui-las no Twitter para se manter bem informados nesses assuntos.
A ideia agora é que você possa refletir e viver um pouco os dois lados do processo: seguir alguém e publicar conteúdo (produzir uma revista digital), depois de exercer o papel de curador, selecionando conteúdos na própria rede.
Para tanto, você deve responder a dois conjuntos de questões objetivas, a uma questão discursiva, produzir uma revista digital e publicá-la no fórum de compartilhamento.

Atividade 14 - Questões objetivas

1. Veja o trabalho de dois jornalistas, André Trigueiro e Cristiana De Luca, em seguida, responda às perguntas que se seguem:
Em relação à temática tratada nos tweets, pode-se afirmar que:
a) André e Cristina publicam tweets de temas variados, sem se dedicar a uma temática específica.
b) Embora postem mensagens de assuntos gerais, os dois se dedicam a publicar tweets sobre temas específicos: André, sobre agroindústria e Cristina sobre a mídia.
c) Embora postem mensagens de assuntos gerais, ambos se dedicam a publicar tweets sobre temas específicos: André, sobre gestão ambiental e Cristina sobre tecnologia e redes sociais.
d) Apesar de postarem mensagens de assuntos gerais, eles se dedicam a publicar tweets sobre temas específicos: André, sobre reforma agrária e Cristina sobre jornalismo.
2. Sobre o trabalho que realizam:
a) É semelhante ao de um repórter “tradicional”, pois lidam com fatos noticiosos e com a divulgação de informação.
b) Mistura parte do trabalho de um repórter, busca de notícias e de um editor, que seleciona e hierarquiza o que será publicado.
c) Mistura parte do trabalho de um repórter, busca de notícias, de um comentarista, que comenta/opina sobre o noticiado e de um editor, que seleciona e hierarquiza o que será publicado.

Atividade 15 - Questão discursiva

Critérios para a Questão Discursiva% na composição do conceito
1. Indicação da temática ou especialista escolhido.50
2. Registro de considerações sobre algo publicado que tenha chamado atenção.20
3. Registro das considerações sobre a experiência de seguir alguém.20
4. Respeito às normas gramaticais, ortográficas e de concordância.10

Questão discursiva: O que, como e por que seguir alguém?

A ideia é que você possa seguir algum especialista/jornalista no twitter ou em um blog. Para tanto, você deverá:
Escolher um blog ou twitter para seguir:
Navegue pelos sites abaixo para ver se encontra algum colunista ou alguma temática de seu interesse:
Pense em temas do seu interesse e use a ferramenta de busca do twitter para ver o que consegue encontrar a respeito. 
Escolhido o blog ou twitter a seguir, acompanhe as publicações (no caso do blog, você deverá ler postagens antigas; no twitter, acompanhe as postagens durante três dias).
Como resposta à questão discursiva, você deverá:
a. Indicar a temática ou especialista escolhido (copiar o link);
b. Tecer breves considerações sobre algo publicado que tenha lido;
c. Fazer breves considerações sobre a experiência de seguir alguém.

Atividade 16 - Questões objetivas

Explorando revistas digitais.
1. Antes de produzir a sua revista digital, você explorará algumas delas.
Acesse a revista: AnimAção. Navegue por ela livremente, clicando nos links das publicações e lendo os comentários do autor. Depois responda a questão que se segue:
Ela traz resenhas sobre filmes, notícias de lançamentos de filmes e vídeos (algumas produções originais de animação que se destacam por aspectos variados de sua produção e vídeos que envolvem remixagens – vidding), em sua maioria, seguidos de breves comentários do curador. Selecione, dentre as opções, duas indicações que mais combinam com o perfil da revista e com os critérios de curadoria:


a) Vincent




2. Agora acesse a Revista Vice e versa em ir e vir. Navegue por ela livremente, clicando nos links das publicações e lendo os comentários do autor. Depois responda às questões que seguem. 

A respeito da revista é possível afirmar que:
a) O curador não está satisfeito com a condição do trânsito na cidade de SP e considera que a bicicleta pode ser uma boa alternativa de deslocamento, mas ressalta os cuidados necessários para andar de bicicleta.
b) O curador não está satisfeito com a condição do trânsito na cidade de SP, mas considera que a bicicleta não é uma boa alternativa de deslocamento.
c) O curador não está satisfeito com a condição do trânsito na cidade, mas aponta várias alternativas para melhorá-lo.

3. Selecione, dentre as opções, uma indicação que mais combina com o perfil da revista e com os critérios de curadoria.


Atividade 16 - Publicação de uma Revista Digital

Agora chegou a sua vez de exercer o papel de curador: você vai produzir uma revista digital. Para isso, você deverá:
  1. Definir um "tema" para a sua curadoria.
  2. Buscar e acompanhar outros curadores e links interessantes sobre o tema escolhido.
  3. Criar uma conta no Scoop.it!
  4. Criar um "tópico" no Scoop.it!
  5. E pronto; é só começar a sua curadoria. Você deverá produzir uma revista com no mínimo 4 publicações/links. Além de incluir um link, faça comentários sobre o que está indicando ou disponibilizando.
Após terminar sua revista, você deverá postar uma mensagem no fórum, disponibilizando o link da publicação com um breve comentário sobre a experiência de produzir uma revista digital.
Você deverá também, ler as revistas e comentários dos colegas e comentá-los.
Critérios para o Fórum% na composição do conceito
1. Elaboração da revista com no mínimo 4 indicações comentadas, organizadas de acordo com um critério claro e com um título adequado.70
2. Comentários fundamentados sobre as revistas dos colegas.20
3. Respeito às normas gramaticais, ortográficas e de concordância.10

Nenhum comentário: