sábado, 31 de outubro de 2015

ATIVIDADE 01


" Ler " - Sinopse: Episódio da série LEGENDAS DA CIÊNCIA em que o filósofo francês Michel Serres analisa a construção do conhecimento científico e seu poder transformador. Neste episódio, representação e comunicação - não há Ciência sem palavras, sem desenhos e sem troca.
  • Música:"Bleu-gris () [version cordes]" por Orchestre des Studios de MosFilm, Eric Demarsan, Eric Demarsan





ATIVIDADE 01: Exibição do vídeo Legendas da Ciência - Episódio "Ler" - (Completo)
OBJETIVO
·   Sensibilizar para a importância do registro
·   Aprofundar a discussão sobre a razão de se privilegiar a linguagem escrita na escola.
·   Recorrer aos aspectos históricos e filosóficos.
METODOLOGIA E DESENVOLVIMENTO
·    Durante a apresentação, reflita sobre a seguinte questão: Para que escrever?
·    Questão a ser levada em consideração ao assistir ao vídeo: escrever para quê?
·    Debate sobre o aspecto do registro e porque ainda se privilegia a linguagem escrita na escola.
·   A colaboração da tecnologia para melhorar a competência dos alunos para a elaboração dos registros.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

MAIORIDADE PENAL - REDUÇÃO?

Tema da Redação 

Matéria muito interessante do jornal Folha de São Paulo que revela como TODOS estamos discutindo a questão da redação sem, ao menos, ter um mapa sobre os crimes cometidos por jovens no país.
Folha de São Paulo, caderno cotidiano (06/2015)

Uma frase muito comum em debates, dita principalmente pelos que são a favor da redução, é que um jovem de 16 anos sabe exatamente o que está fazendo e por isso deve responder pelos seus atos. Será mesmo? Que tal ler esta matéria, publicada pela revista Galileu, sobre o funcionamento do cérebro humano nessa fase da vida?
Revista Galisteu (06/2015)
Esse assunto é tão importante que até nossa colunista de redação, a Professora Camila Dalla Pozza, já tratou de analisá-lo. E já que estamos tocando de novo nessa tecla, recomendamos que releia este artigo, no qual a professora levanta vários dados e pontos de vista, na tentativa de organizar a discussão de uma maneira sensata e coerente.
Infoenem

4_ Redução não é solução
Por Thiago Régis,estudante de direito, no portal JusBrasil (06/08/15)

5- 18 razões contra a redução da maioridade
por Paulo Moeta, bacharel em direito, no portal JusBrasil (31/07/2015)

6- 17/06/2015 - G1 - Comissão aprova reduzir para 16 anos maioridade para crimes graves - Câmara dos Deputados

7- 17/06/2015 - G1 - Relator muda texto e propõe redução da maioridade só para crimes graves



ARTIGO DE OPINIÃO


1. Premissa
2. Tese/posição/opinião
3.Vozes opositoras e Aliadas
4. Argumentos
    - autoridade
    - provas
    - dados
    - exemplificação
    - princípios
    - causa e efeito
5. Movimentos Argumentativos
    - sustentação
    - negociação
    - refutação
6. Proposição
7. Conclusão


FERRAMENTAS PARA O DISCURSO

Modalização:  
A modalidade pode trazer um grau alto, médio ou baixo de julgamento.
   – Grau alto: “certamente”, “sempre”...
   – Grau médio:  “provável”, “usualmente”...
   – Grau baixo:  “possível”, “às vezes”.


Organizadores discursivos
Assim...
Deste modo...
No que a (x) diz respeito...
Daqui decorre que...
Não há dúvida de que...
Acresce que...
Soma-se a esta situação...
A somar-se a esta situação está...
Consequentemente...
Inversamente...
Simplesmente...
Justamente...
Vemos então que...
Devemos notar que...
Fica claro que...
Noto que...
Devo notar que...
É de sublinhar...
Sublinho que...
Não posso deixar de referir...
Em boa verdade...
Consideremos que...
Para além disso...
Ora...
Em contrapartida...
De facto...
Na realidade...
Em oposição...
Ao contrário...
Da conjunção destes factores resulta que...
Daqui decorre que...
É certo que x mas também não é menos...
verdade que…...
Enquanto que...
Em contrapartida...
Em todo o caso...
Em virtude de...
Um outro facto/ tipo/ element/, causa...
Como referi acima...
Por outras palavras...
Dito de outro modo...
Tal equivale a dizer que...
Se virmos bem...
Afinal...
É fundamental perceber...
Enquanto isso...
Daí que...
A verdade é que..
.




SIGNIFICADO
CONECTIVOS LINGUÍSTICOS
Prioridade, relevância
Em primeiro lugar, antes de mais nada, antes de tudo, antes de qualquer coisa, primeiramente, acima de tudo, precipitadamente, principalmente, sobretudo
Tempo (freqüência, duração, ordem, sucessão, anterioridade, posterioridade
Então, enfim, logo, logo depois, imediatamente, logo após, a princípio, pouco antes, pouco depois, anteriormente, posteriormente, em seguida, afinal, por fim, finalmente, agora, atualmente, hoje, frequentemente, constantemente, sempre, raramente, não raro, ao mesmo tempo, simultaneamente, nesse ínterim, nesse meio tempo, enquanto, quando, antes que, logo que, sempre que, desde que, cada vez que, apenas
Semelhança, comparação, conformidade
Igualmente, da mesma forma, assim também, do mesmo modo, similarmente, semelhantemente, por analogia, de maneira idêntica, de conformidade com, de acordo com, segundo, conforme, sob o mesmo ponto de vista, tanto quanto, assim como, bem como, como se
Condição, hipótese
Se, caso, eventualmente
Adição, continuação
Além disso, (a) demais, outrossim, ainda mais, ainda por cima, por outro lado, (também as conjunções aditivas: e, nem, não, só, mas, também)
Dúvidas
Talvez, provavelmente, possivelmente, quiçá, quem sabe, é provável, não é certo, se é que
Certeza, ênfase
De certo, por certo, certamente, individualmente, inquestionavelmente, surpreendentemente
Surpresa, imprevisto
Inesperadamente, inopinadamente, de repente, de súbito, imprevistamente, surpreendente
Ilustração, esclarecimento
Por exemplo, isto é, quer dizer, em outras palavras, ou por outra, a saber
Propósito, intenção, finalidade
Com o fim de, a fim de, com o propósito de
Lugar, proximidade, distância
Perto de,  próximo a / de,  junto com, dentro, fora, mais adiante, além, acolá, lá, aí
Resumo, recapitulação, conclusão
Em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira
Causa, conseqüência
Por consequência, por conseguinte, como resultado, por isso, por causa de, em virtude de, assim, de fato, com efeito, porque, pois, portanto, pois que, já que, uma vez que, visto que, como (=porque), portanto, logo
Contraste, oposição, restrição
Pelo contrário, em contraste com, salvo, exceto, menos, mas, contudo, todavia, entretanto, embora, apesar de, ainda que, mesmo que, posto que, por mais que, por menos que


quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

POSSÍVEIS TEMAS PARA REDAÇÃO DO ENEM

1. Diálogo entre ciência e sociedade

A ciência realiza novas descobertas frequentemente, o que possibilita melhorias e desenvolvimento de novas tecnologias. Entretanto, muitas vezes a sociedade não entende o método científico e muitas coisas são confrontadas com paradigmas culturais, morais ou religiosos. Para lidar com isso, é necessário haver comunicação entre o meio científico e a população.

2. Limites entre estética e saúde

Academia, dietas, cirurgias plásticas, anabolizantes etc. É grande a busca pelo corpo perfeito caracterizado por um padrão de beleza. Mas até que ponto a estética coincide com hábitos saudáveis? Conhece-se muitas doenças causadas por insatisfação corporal como anorexia, bulimia, depressão, compulsão alimentar e obesidade, além de consequências no convívio social como discriminação e baixa autoestima.

3. Novos modelos de educação

Há muitos debates ocorrendo sobre as problemáticas do sistema tradicional de ensino e novos modelos de educação para o século XXI, tendo em pauta os métodos de avaliação, uso de tecnologias, interação professor-aluno, formação crítica e social etc. Um recente documentário realizado no Brasil que ajuda na discussão desse tema é o “Quando sinto que já sei” que pode ser encontrado no Youtube.

4. Dificuldades da formação universitária

A formação universitária no Brasil encontra diversos obstáculos como financeiro (o alto valor das mensalidades em faculdades privadas, custeio de transporte ou residência, materiais didáticos, alimentação), psicológico (escolha de curso, afastamento de familiares e amigos, aumento de responsabilidades, inserção no mercado de trabalho), entre outros. Ao mesmo tempo, o Estado tem criado políticas públicas como Fies, Pronatec, sistemas de cotas, criação de novas universidades etc.

5. Conceito de família no século XXI

O projeto de Lei 6583 de 2013 cria o Estatuto da Família. Nesse texto, família é definida como união entre homem e mulher. A partir disso, muitas discussões têm sido feitas sobre o conceito de família atualmente, com o intuito de refletir sobre famílias formadas por mães ou pais solteiros, avós e tios, casais homossexuais, poligamia etc.

6. Justiça com as próprias mãos

Tema bastante polêmico em 2014 e que pode ser discutido com mais imparcialidade esse ano. O combate à violência através da justiça com as próprias mãos é válido? Definições de justiça, casos de linchamentos, rebeldia com a ordem e segurança públicas são alguns pontos que abordam essa temática.

7. Obsolescência programada

Esse conceito significa a diminuição da vida útil de equipamentos com o intuito de incentivar a compra de novos produtos ou versões atualizadas. Rodeio esse tema a questão do consumismo exacerbado, resíduos eletrônicos, responsabilidade e consciência social do consumidor. Um documentário sobre esse assunto também pode ser encontrado no Youtube e ajuda no entendimento.

8. Trânsito em grandes metrópoles

Grandes cidades têm tido cada vez mais problemas com o trânsito. Muitos pontos podem ser discutidos nessa temática como a preferência dos cidadãos por transporte público ou individual, poluição causada por muitos carros, poluição sonora (buzinas em congestionamento), via exclusiva para ônibus, ciclovias, tempo gasto diariamente entre trabalho e residência, atraso nos horários e superlotação em ônibus, trens e metrôs, greves dos funcionários de transportes públicos, preços das passagens, catraca livre etc.

9. Voluntariado e transformações sociais

O trabalho voluntário no Brasil tem passado por uma transformação. Não se pensa mais no voluntariado como assistencial (doação de roupas, alimentos e agasalhos, por exemplo), mas como uma tentativa de mudança social, através de medidas inclusivas e de impacto. Outro ponto a ser considerado é a valorização que as empresas fazem de candidatos e funcionários que realizam trabalhos voluntários, assim como próprios projetos sociais realizados pelas empresas para contribuição à sociedade ou marketing.

10. Liberdade de expressão e mídia

Tema bastante atual, a liberdade de imprensa tem sido muito discutida, principalmente após o ataque à revista francesa Charlie Hebdo no início desse ano. Pode-se refletir sobre os limites entre liberdade de expressão e respeito às diferenças ou respeito à verdade.

11. Consumo de álcool e droga por adolescentes

Por lei, o consumo de álcool é proibido por adolescentes. Entretanto, é crescente o uso não só de bebidas alcoólicas mas também de drogas lícitas e/ou ilícitas entre os jovens, como cigarro, maconha, cocaína, LSD etc. As razões e consequências desse ato podem servir como base para a discussão do tema.

12. Limites entre humor e bullying

Os limites do humor é algo que tem chamado bastante atenção atualmente por causa de diversos processos a comediantes do Brasil como Rafinha Bastos, Danilo Gentili etc, e o constante uso de discriminação das minorias para fazer piada. A responsabilidade social do comediante foi discutida no excelente documentário de Pedro Arantes, “O riso dos outros”, encontrado no Youtube.

13. Desigualdade étnica e de gênero

O Brasil é um dos países com maior desigualdade do mundo e entre muitos tipos de desigualdade, a étnica e a de gênero costumam ser as mais discutidas, assim como os preconceitos gerados por essa situação, respectivamente, racismo e machismo. Os direitos conquistados, as lutas e reivindicações e as políticas públicas são alguns pontos que merecem ser estudados para entender a causa e argumentar com clareza.

14. Gestão de resíduos urbanos

Em 2010, foi instituída a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A gestão de resíduos ainda é um tema bastante em alta devido à enorme quantidade de lixo produzido anualmente no Brasil. Coleta seletiva e logística reversa são alguns dos termos importantes de serem entendidos. Para conhecer mais sobre a lei e sua importância na sociedade, pode ser consultada a explicação no site do Ministério do Meio Ambiente.

15. Saúde pública

Problemas no Sistema Único de Saúde (SUS) como falta de médicos, atrasos, grandes filas de espera e falta de equipamentos são possíveis de serem tratados em uma dissertação. O tema também é bastante atual devido ao programa de governo Mais Médicos que trouxe médicos de outras nacionalidades (cubanos) para atuar no Brasil com o intuito de amenizar os problemas na saúde pública.

16. Abuso em trotes universitários

Todo ano, vários casos de abuso em trotes universitários são noticiados. Esse ano, um dos casos mais alarmantes foi de uma jovem que teve a perna queimada por ácido. O fator psicológico dos jovens recém inseridos no ensino superior também é pauta nessa discussão. Leia mais sobre esse tema nessa coluna.

17. Tráfico de drogas e violência urbana

A correlação entre o tráfico de drogas e a violência urbana, principalmente em favelas, é muito propício de discussão. Esse tema foi recentemente abordado nos filmes Tropa de Elite (1 e 2) e é sempre mencionado quando se debate sobre Legalização da Maconha, já que o combate às drogas é um dos fatores que mais causam violência e conflito entre policiais e civis no Brasil.

18. Uso da água na economia brasileira

O Estado de São Paulo passa por uma intensa crise hídrica e isso tem colocado a água no centro de grandes discussões. Uma das possibilidades de tema envolvendo a água é a sua importância em diversas atividades econômicas no Brasil como a agroindústria e a geração de energia elétrica através de hidrelétricas.

19. Saúde feminina na gravidez

A preocupação com a saúde da mulher durante a gravidez é um bom tema de redação pois nele podemos tratar várias problemáticas presentes na sociedade brasileira como o aborto não legalizado que fere e mata milhares de mulheres por ano, os maus tratos nos hospitais durante abortos espontâneos ou nos partos. O tema também é atual por causa da recente resolução que limita a quantidade de cesáreas que podem ser realizadas, o que é uma intervenção do Estado na escolha da mulher.

20. Sustentabilidade nas empresas

O termo sustentabilidade está bastante em alta no Brasil com a crescente preocupação com o meio ambiente. Nesse contexto, as empresas precisam atuar coincidindo a busca por lucros com o cuidado ambiental. Políticas empresariais e marketing verde são os pontos de destaque nessa discussão.

21. Intolerância religiosa

Novamente, o ataque à revista Charlie Habdo pode exemplificar o tema. Mas muito mais do que um caso isolado, a intolerância religiosa é grande tanto no Brasil como em outros países. Ao debater esse tema, precisamos lembrar da laicidade do Estado e do respeito aos diferentes tipos de crenças e rituais religiosos, podendo destacar, no caso do Brasil, o grande preconceito existente com religiões de origem africana.

22. Ativismo em redes sociais

Cada vez mais, as redes sociais têm sido usadas para estar em contato com a política e com movimentos sociais. Eventos são criados para marcar protestos, projetos de leis polêmicos facilmente viram virais e reivindicações têm sido feitas através de abaixo-assinado online. Essa nova forma de participação política e suas causas e consequências na sociedade é um bom tema de pesquisa e escrita.

Referência: Infoenem

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Marketing Pessoal

1-  “Sua marca é o que as pessoas dizem sobre você quando você não está na sala.” – Jeff Bezos
 2-  “Uma marca para uma empresa é como a reputação para uma pessoa. Você ganha reputação ao tentar fazer coisas difíceis bem.” – Jeff Bezos
 3-  “Sua marca pessoal é uma promessa aos seus clientes … Uma promessa de qualidade, consistência, competência e confiabilidade.” -  Jason Hartman
 4-  Marca pessoal é sobre a construção de autoridade que fazem as pessoas prestar atenção à sua mensagem e querer compartilhá-la e recomendá-la aos outros.” – Mark Traphagen
 5-  “Sua marca pessoal serve como a sua melhor proteção contra os fatores de negócios que você não pode controlar.” – Dan Schawbel
 6-  “Marca pessoal é sobre desenterrar tudo o que é verdadeiro e único sobre você e deixar todo mundo saber.” Dan Schawbel
 7-  “Mesmo os indivíduos precisam desenvolver uma marca para si… Seja qual for a sua área de especialização, você pode tomar medidas para fazer com que as pessoas se lembrem de você quando pensam em seu campo de atuação.” – Accelepoint Webzine
 8-  “Uma marca é o conjunto de expectativas, memórias, histórias e relações que, em conjunto, respondem pela decisão de um consumidor a escolher um produto ou serviço em detrimento de outro.” – Seth Godin
9-  “Marca pessoal é basicamente sua promessa única de valor e o que você traz à mesa. É também sobre fazer com que seus potenciais clientes escolham você como a única solução para seus problemas.” – Dra. Sarah David
 10-  “Você também é uma marca. Quer você saiba ou não. Quer você goste ou não.” – Marc Ecko
 11-   “Seja você mesmo, todos os outros já estão tomados.” – Oscar Wilde
 12-  “Se você não der ao mercado sua história, eles vão definir a história da sua marca por você.” – David Brier
 13-  “Concentre-se em identificar seu público-alvo, em comunicar uma mensagem autêntica que eles querem e precisem, e projete-se como um “expert” dentro do seu nicho.” – Kim Garst

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

PROCEDIMENTOS NO ESTUDO


1Eleger informações para grifar






dentificação do assunto Foi identificado, no título, o trecho que evidencia o tema tratado pelo texto. Na hora de grifar, termos acessórios como o adjetivo "pequena", podem ser deixados de lado, pois não interferem na compreensão. Reforce essa ideia e explique que conceitos repetidos e exemplos também não são essenciais. 


Trechos longos Marcar parágrafos inteiros dificulta a recuperação das ideias principais na hora de estudar. Para trabalhar a questão, pergunte: "Caso fizéssemos um texto com base no que foi lido, que informações seriam essenciais?" Anote no quadro. Então, peça que a turma volte ao texto original e encontre os termos levantados. 


Palavras isoladas A palavra "antes" foi marcada de forma isolada na frase. Às vezes, são selecionados termos que parecem não fazer sentido sozinhos. Como a construção sintática nem sempre é linear, peça que o aluno indique qual a relação entre as partes grifadas. Se a ligação não é evidente, sugira que ele faça anotações laterais para explicá-la. 


Falta de critério  Nem todos os parágrafos apresentam informações que precisam ser ressaltadas, assim como o primeiro deste texto, que não traz dados relevantes sobre o tema. Diga à turma que, antes de sair sublinhando, é importante ler o material todo para ter uma noção geral do assunto. 


Omissão de dados relevantes O aluno ignorou informações importantes, como a invenção do alfabeto. Para corrigir essa falha, pergunte à turma o que considerou essencial sobre o tema e anote no quadro. Veja se todos os dados relevantes aparecem. Depois de debater sobre o que foi levantado, os alunos podem voltar ao texto e marcar dados que não haviam selecionado anteriormente. 


Informações descontextualizadas Foram marcados dados soltos somente porque são difíceis de entender ou lembrar. Ao fazer isso, o aluno pode sinalizar uma cobrança do professor, que exige datas e elementos específicos nas avaliações. Recomende fazer anotações para contextualizar ou explicar o termo (como feito com "Sumer", à esquerda).



2Resumir 

O que é Procedimento de leitura para organizar informações e facilitar a compreensão do conteúdo, elegendo os aspectos mais relevantes. Permite articular os comportamentos leitores e escritores em situação de estudo. 

Como trabalhar Os desafios são: ler, entender, selecionar e organizar os dados por escrito. Como não deixa de ser um gênero textual, deve obedecer a regras de sintaxe e manter a coesão entre as frases. 

Segundo a pesquisadora Delia Lerner, o processo de resumir implica lançar mão de algumas estratégias, dentre elas, a supressão, a generalização e a construção. Na hora de eleger as informações importantes, o foco deve ser as que são essenciais para a compreensão do texto como um todo. Uma dica é dispensar exemplos ou outros dados secundários, usados apenas para validar as afirmações do autor. 

Como o novo texto produzido deve ser uma versão enxuta do original, a generalização ajuda a agrupar conceitos semelhantes. Já a construção reorganiza o conteúdo por meio da elaboração de uma ideia central. Ao analisar a produção dos alunos e identificar os procedimentos usados por eles, o professor consegue avaliar se houve a compreensão do assunto e fazer as intervenções necessárias.


3 Tomar notas 

O que é Fazer anotações das informações consideradas importantes durante uma aula, palestra ou apresentação oral para retomar posteriormente o conteúdo ouvido e visto. 

Como trabalhar Assim como o leitor formula hipóteses quando lê, o ouvinte presta atenção, antecipa o que será dito e busca respostas para os problemas. Para isso, porém, é imprescindível saber algo sobre o assunto ou que ele esteja vinculado a conteúdos já vistos em sala. Garanta esse conhecimento anterior na hora de ensinar a tomar notas. 

Você pode servir de modelo: em apresentações de alunos ou seminários em grupo, faça anotações e compartilhe com a sala. Ressalte que as notas são de uso pessoal e não seguem um formato rígido, mas elas deverão ser úteis para que o autor possa reconstruir a informação mais tarde, na hora de estudar. Incentivar crianças e jovens a trocar as notas, debater sobre os dados considerados importantes e revisá-las permite que elas tenham registros mais completos. 

A rapidez ao anotar faz parte do procedimento, por isso apresente abreviações que você usa para ser mais ágil na escrita e mecanismos para destacar conceitos. Mostre exemplos diferentes de notas - em tópicos, com frases inteiras, esquemas e desenhos. 


Organização da informação O subtítulo organiza e classifica as notas em categorias. Assim é mais fácil resgatar o conteúdo depois. Também ajuda a relembrar a ordem seguida pelo palestrante (ou professor) em seu discurso. 

Observações pessoais  Ao fazer as notas, o aluno aprende a registrar as próprias impressões, relacionando as informações que ouve com o que vê. Peça que ele explique para a turma por que fez essa observação e qual a sua relação com o conteúdo ouvido. 

Informações secundárias É preciso saber selecionar os dados que merecem registro. Oriente os alunos a prestar atenção na ênfase dada pelo orador e em expressões como "um fator decisivo" e "concluímos que", que dão uma dica dO que é importante. Depois da explanação, produza uma nova nota em conjunto com a turma, descartando dados que não são essenciais para a compreensão do tema. 

Atenção ao tema e objetivo  Informações diversas foram registradas. Isso pode indicar que o aluno não sabia qual o objetivo da visita. Caso a intenção seja aprofundar um conteúdo específico, o ideal é que ele se atenha às informações relevantes sobre o tema. Colabore comunicando antes o propósito da explanação. Para os pequenos, vale fazer um roteiro por escrito, antecipando os itens que deverão ser o foco de atenção. 

Dados incorretos ou faltando A informação de que há 1.020 espécies aparece tanto para animais como para aves, o que pode ser um erro. A omissão de dados importantes pode acontecer quando o tema é complexo ou pela falta de experiência dos alunos. Para recuperar o conteúdo e fazer as correções necessárias, oriente todos a compartilhar as notas com os colegas. 

Técnicas de registro  Foram usadas diferentes técnicas de registro, como frases completas, tópicos e desenhos. O domínio de mecanismos de organização de texto ajuda na compreensão depois. Peça que o aluno explique aos colegas o critério usado na escolha das diferentes técnicas. Assim outros também podem se apropriar delas



4 Esquematizar

O que é Representar graficamente um tema. A organização do esquema reflete uma síntese, com seus principais conceitos e a relação entre eles.

Como trabalhar Esquemas devem ser sucintos e coerentes. Ao mostrar o formato pela primeira vez, escolha um assunto que já tenha sido visto para que a turma entenda sua lógica.

A construção do esquema começa por reconhecer o conceito central do conteúdo - que pode ter sido apresentado em texto, vídeo, aula etc. Ele será a palavra-chave e deve aparecer em destaque. Depois, o aluno elege informações específicas relacionadas a ele: estabeleça um número limite (entre dez e 15 palavras) para facilitar. Oriente a turma a identificar a relação entre os conceitos e deles com a palavra central. É preciso separar as ideias gerais das específicas, criando uma hierarquia (característica de um tipo de esquema, o mapa conceitual, exemplificado abaixo).

Peça que os alunos comparem suas construções depois de prontas. Não há fórmula certa: quando os conceitos principais não são previamente acordados, cada um pode eleger informações diferentes como fundamentais. Pedir que a garotada explique o conteúdo para a sala com base em seus esquemas possibilita confirmar a compreensão do assunto.
Esquematizar. Ilustração: Fabrícia Batista. Fonte: Artigo Learning with concept map: an analysis of a teaching experience on thetopic of reptiles with 15-year-old students at a secondary school, apresentado na International Conference
on Concept Mapping 2008.
Consultoria Evelyse Lemos
Ideia principal Sempre devem ficar claros quais os itens contextualmente mais importantes e quais os secundários. Pergunte à turma: "Como saber, olhando para o esquema, qual é o assunto principal?" Tanto a posição dos termos como as setas podem ser usadas para indicar relações. Solicite que o aluno explique o tema por meio do mapa conceitual construído e ajude-o a reconhecer se os elementos no esquema são suficientes para essa explanação.

Falta de informação Não foram inseridas características dos répteis, como tipo de pele e ambiente em que vivem. Para que perceba essa falha, o aluno pode comparar sua produção com a de um colega, assim identifica termos que o outro pode ter levantado. Pergunte: "O que mais foi visto sobre o assunto?" e "Por que isso ficou de fora de seu esquema?".

Organização confusa  Por serem da mesma natureza (répteis), os animais poderiam estar listados na horizontal e ligados por uma linha, onde apareceria a palavra "exemplo" (a ligação entre os conceitos) uma única vez. Pergunte: "O que os animais listados têm em comum?" e "Como mostrar essa relação?".

Relação inadequada Induza o aluno a refletir sobre as relações num primeiro momento sem apontar os equívocos. Solicite que ele explique o que une esses conceitos e, se não conseguir, retome o conteúdo. Peça que sugira um novo local para o termo no esquema ou até mesmo sua eliminação ou substituição.

Palavras de ligação  Palavras acima das setas e linhas explicam a ligação entre os termos. Caso elas não apareçam no esquema, vale perguntar: "Qual a relação entre os conceitos ligados?" "Por que estão unidos na vertical (na horizontal/transversal)?".

Destaque inadequado  Colocado em uma caixinha, o verbo parece uma informação relevante. Explique que os conceitos destacados devem ser de conteúdo. Vale perguntar o que "são" representa. Ele merece tanta evidência ou é apenas uma classificação da palavra a seguir? Esse entendimento evita que frases inteiras sejam escritas dentro de caixinhas.
5 Rever cálculos

O que é Resolver problemas, analisá-los, construir estratégias matemáticas, comunicá-las e confrontá-las com outras, identificar as questões e refletir sobre esses processos. Para isso, os alunos devem ter consciência sobre o que ainda não foi compreendido.

Como trabalhar Dentre as áreas de ensino, a Matemática tem uma particularidade: ela se estuda lendo, escrevendo e, em grande parte, resolvendo cálculos. "O desafio do professor é assumir a responsabilidade não só de desenvolver atividades para que os alunos estudem e aprendam em sala de aula mas também fornecer elementos para que possam continuar estudando fora dela", diz Héctor Ponce, no artigo Escribir Genera (Más) Conocimientos.

Os registros dos alunos são ferramentas importantes do estudo nessa área. Cabe a você orientar sobre O que é importante anotar. Dessa forma, "o caderno pode ser um recurso que permite olhar para trás, voltar sobre o que foi feito para convertê-lo em fonte de consulta após várias aulas", coloca Ponce. Ele sugere que os alunos façam um índice do caderno, contendo os temas, o período em que foram trabalhados e os capítulos do livro relacionados a eles.

Matemática - 7º ano
Rever cálculos. Ilustração: Rogério Fernandes
Consultoria Clarice Camargo
Interpretação de texto Entender o enunciado, percebendo o conteúdo matemático em jogo, é o primeiro passo para resolver uma questão. Para trabalhar isso, peça que os alunos identifiquem as características de um conjunto de problemas, reconhecendo as diferenças entre situações que parecem similares.

Retomar conteúdo O sistema de equação está correto, mas a soma errada de (+q) + (-q) mostra que o aluno não domina a adição de números negativos. Para revisar o assunto, oriente-o a consultar as anotações feitas no caderno. Depois, prepare uma lista de problemas para discutir esse conteúdo. O aluno fez bem em não apagar seus cálculos, mesmo que incorretos. Isso o ajuda a identificar os pontos em que ele tem dificuldade.

Análise do aprendizado Proponha que os alunos escrevam coletivamente uma conclusão para sintetizar os aprendizados das aulas. À medida que se tornam mais autônomos, eles passam a produzir suas próprias anotações, que os ajudam a sistematizar as conclusões.

Socialização das estratégias É importante que os alunos compartilhem suas estratégias de resolução de problemas. Peça que eles mostrem no quadro o que fizeram e os oriente a registrar os procedimentos diferentes. Aqui, foram anotados dois deles: usando o cálculo mental e por meio do algoritmo.

Cálculo mental O aluno criou uma estratégia própria, adicionando a diferença entre os números ao total e dividindo por 2 para encontrar a quantidade maior. Peça que ele explique seu raciocínio e deixe a estratégia exposta em um cartaz na sala. Promova um debate em que todos possam analisar as vantagens e desvantagens de cada um dos procedimentos e com quais números funcionam.

Algoritmo Fórmulas dão agilidade aos cálculos, porém não basta memorizá-las. É preciso saber o que está por trás. É normal que alguns alunos aprendam mais rápido um assunto novo. Monte grupos para que eles próprios expliquem uns aos outros o procedimento matemático envolvido no problema.

Referência: http://revistaescola.abril.com.br/